Wednesday, March 14, 2007

vejo as horas...acendo um cigarro e espero pelo fim...



Não tinha feito nada...secalhar inconscientemente tinha feito tudo, tinha a pele macia como gostas...aquela em que sempre te perdeste e te encontraste...tinha o perfume, aquele perfume...e aquele toque de quem ama....tinha tudo e não tinha nada...e deixei-me ficar adormecida ao teu lado, bem perto...tão perto que me confundia com o teu corpo! Acordámos táo perto... eu sabia que queria...e descobri que querias também...nem que fosse uma ultima vez...as nossas pernas entrelaçaram-se, as nossas bocas tocaram-se...as nossas peles uniram-se...tudo e nada aconteceu...e agoro choro, choro pela perda...choro por nós...porque não ficaste em mim mais tempo esta manhã? sempre as horas...sempre as putas das horas a mandar nas nossas vidas, sempre o tempo a regrar o nosso acordar...sempre sempre...por mais que lhes fuja os minutos acabam sempre comigo... por mais que atire o relogio pela janela o tic tac ainda soa... soa a fim...soa ao meu fim!

2 Comments:

Blogger .anna. said...

tudo o que te podia dizer já disse. e queria poder fazer tudo também mas nao sei como...

so espero que fiques melhor!
(abraço)

11:53 AM  
Blogger a Prinçusa said...

isto é tudo tao estranhamente lindo, estranhamente familiar de uma forma... estranha.

6:05 PM  

Post a Comment

<< Home