Wednesday, February 14, 2007

se pudesse voar...


queria de novo o teu amor...o teu amor de madrugada, o teu amor com cheiro a incenso de baunilha e polvilhado com açucar...
queria e quero o teu amor...quero cada beijo, cada passo teu em direcção a mim...quero acordar-te com beijos...
quero tanto...
quero mas não tenho forças...
foram duras as palavras... senti pedras a roçarem-me a pele...
senti farpas...senti tanto
senti tudo desmoronar-se...e mesmo assim quero tanto reconstruir o nosso castelo...
hoje queria ter calçado as minhas sabrinas e ter voado contigo entre nuvens de algodão doce...
queria ter visto o mar contigo e a serra e tudo ao mesmo tempo...
queria ter-te sentido bem perto nem que fosse a ultima vez...
e quero...
e continuo a querer desesperadamente o amor que ainda nos resta...
tao desesperadamente que me afogo em lágrimas...
apetece-me sentar na varanda e gritar o teu nome...gritar que te amo e que te amo e voltarei a amar por mais que passe...
o verde continuará verde... a cama será sempre a nossa cama... os meus olhos serão sempre o reflexo dos teus....

amo-te e amo-te... e queria tanto dize-lo baixinho ou grita-lo...ou simplesmente senti-lo comigo e contigo...

Friday, February 09, 2007

luto comigo!


a luta pela ultima bolacha...nao me lembro quem ganhou...mas eu devo ter dado uma granda trinca...eheheh




lutei por me reconstruir...
julguei tê-lo feito...acreditei em ti, cheguei a acreditar em mim...
ja nada é unico...
ja nada é meu, ja nada é nosso...
luto por beijos,
luto por sorrisos e abraços forçados...
luto pelo que julgo ainda ser...luto pelo nós que ainda nos julgo...
o teu perfume persegue-me...fecho os olhos e sinto uma brisa,
és tu...é a tua pele que toca a minha, mais uma vez...