Saturday, February 18, 2006

apeteço-te?


Será que te apeteço ou é fantasia minha... fantasia não será, leio-o nos teus olhos quando se cruzam com os meus e se perdem em mim... vejo-o em nós a cada minuto que passamos em comunhão de almas... às vezes dou por mim a ver-te por todo o lado, a presseguir o teu cheiro e o teu olhar...estás tão em mim que não preciso de te de procurar, basta olhar para dentro de mim e ficar serena contigo e sempre contigo!

"à minha querida mãe"

À minha querida mãe

"Eis-me aqui em Portugal
Nas terras onde nasci
Por muito que goste delas
Ainda gosto mais de ti..."


Fernando Pessoa



foto tirada perto da casa Fernando Pessoa numa parede qualquer... gostei...




E por mais que corra e por mais que fuja e por mais que finja e por mais que julge... nunca haverá ninguém como tu... nunca haverá mulher que ame mais, que me ame mais, deste-me a vida e com ela deste-me pedaço da tua... fugiste-me como a areia por entre os dedos, mas ficaste presa no coração! estaremos sempre juntas...



obrigada à segunda mulher da minha vida...que me ouviu, que chorou comigo, que me fez ficar assim... serena! tu sabes quem és!

Friday, February 17, 2006

Bem me quer?




Bem me quer! Bem me quer! Bem me quer! Bem me quer... e ... Bem me quer!



hoje esta flor tem um nome novo, é um bem me quer... para quem me quer bem e para quem eu quero bem e muito muito muito bem...

É tudo tão simples, basta um olhar, basta um sorriso, basta um suspiro... nunca foi tão fácil falar sem ouvir um único som a não ser o do teu coração!

Saturday, February 11, 2006

era uma vez uma estrela polar...


Obrigada...
obrigada pelas noites em claro;
obrigada pelos dias envoltos em preocupações;
obrigada pelas conversas intermináveis sempre em silêncio;
obrigada pelos berros;
obrigada por me abanares;
obrigada por me carregares quando julguei impossível levantar-me;
obrigada por teres aparecido, assim como por magia;
obrigada por estares comigo há muito mais do que achamos que estamos;
obrigada por sentires isso também;
obrigada por me fazeres acreditar que te tenho para sempre;
obrigada por me mostrares que ainda existe para sempre;
obrigada por me abraçares;
obrigada por sentires quando estou triste e chegares logo;
obrigada pela paciência, pelas horas de atrofios;
obrigada por polvilhares a minha vida de alegria;
obrigada...um simples obrigada por seres quem és, por sermos quem somos ou simplesmente por sermos...*



amo-te estrela polar*

Saturday, February 04, 2006

escondo-me?

Escondo-me na tua ausência....na vossa ausência! escondo-me em mim mesma, na minha tristeza, na dor incontrolavel de ver fugir de mim a minha propria vida, as pessoas que a completavam... olho para trás e vejo um vazio, o que recordavamos juntas antes não recordamos mais... como se os melhores anos da minha vida tivessem que ser apagados para que não me magoe tanto a alma, a pele... para que não me caiam as lágrimas descontroladamente... não choro, perdi a capacidade de chorar de tanto sofrimento que encerro... só choro contigo, só choro connosco... sou incapaz de me mexer, sou imóvel como aquela mesa, como aquela cadeira em que nos sentavamos e falavamos do passado e nos riamos como crianças... estou imóvel...morri por dentro... não passo de vazio, não passo de perda, não passo de mim....reles pessoa sem razão de existir...





obrigada a quem ainda me prende a este mundo...ao nosso mundo... meus amores, vocês sabem quem são*